A FALÊNCIA DO SUS EM FEIRA DE SANTANA.



Feira de Santana é a maior cidade do interior da Bahia, com mais de 650.000 habitantes e por estar em privilegiada situação geográfica tem o segundo maior entroncamento rodoviário do país. Por ela passam as duas maiores BRs, a 116 e a 101.


Estima-se que, para a macro e micro região, com mais 5.000.000 de habitantes, as quais Feira de Santana é referência, na área de prestação dos mais variados serviços que vão de funilaria, mecânica em geral, carpintaria, comercio, conserto de computadores à carente rede da assistência à saúde pelo SUS e privada.


Feira de Santana já deveria ser o melhor centro de referencia ao atendimento da rede SUS e particular por estar situada nessa grande convergência rodoviária que liga o sul ao norte do país e, principalmente, por poder contar com mais de 800 médicos nas diversas especialidades , milhares de enfermeiros e uma excelente rede de meio diagnósticos. Temos de tudo em radiologia, ultra-som,laboratórios de excelência . Não conta apenas com Pet Scan.


A falência do SUS resulta no aumento diário das pobres vítimas da Mistanasia, a cada dia. Não tem havido melhoras consistentes. Contamos com as mais absurdas contradições, exemplo; contamos com uma bem estruturada UNACON- Unidade de Oncologia, mas, o paciente para ter uma consulta com especialista pelo SUS quando não resiste à espera de 3 a 6 meses para ser consultado recorre aos sistema privado.


E o absurdo é maior para exames tipo ultra-som, endoscopia digestiva, tomografias. Já o contrário não há para um tratamento oncológico, em alguns casos até de discutível indicação.

Por outro lado cirurgias oncológicas de grande porte são encaminhadas para  Salvador. As mesmas dificuldades também não existem para cirurgia cardíaca ou hemodiálise. Fica a pergunta por que essas distorções?


A rede hospitalar tanto para o SUS como para o privado, em Feira de Santana, é deficiente. Afinal, pelo porte da cidade que é referencia para milhões de habitantes de habitantes comportaria mais de 1.000 leitos hospitalares nessas duas categorias.


Falham os gestores públicos, o MPF-Ministério Público Federal, MPE-Ministério Público Estadual, empresários e a sociedade em geral que, seja por motivos dos variados e distorcidos alimentam essa decadência, extremamente lamentável por ser egoísta e burra.


Eduardo Leite

eduardoleite.blogspot.com
A FALÊNCIA DO SUS EM FEIRA DE SANTANA. A FALÊNCIA DO SUS EM FEIRA DE SANTANA. Reviewed by Eduardo Leite on 11:14 AM Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.