SER O QUE NÃO SE É , É ERRADO.

Travesti morre vítima de agressão e negligência
Valdenir Lima/Ag. A Tarde/Arquivo







Hebert ficou bastante machucado, após incidente. Alean Rodrigues, da Sucursal Feira de Santana 19/04/2008 (11:14) atualizada em 19/04/2008 (13:34)

A reportagem de A TARDE tentou falar com o diretor do HGCA, Eduardo Leite, mas foi informada de que ele estava viajando e o telefone celular estava na caixa de mensagem.

O que tenho a dizer:

Estava em Salvador participando de uma reunião na SESAB sobre o aprimoramento do atendimento ao paciente usuário do SUS, QualiSus, quando soube da morte do Sr. Herbert Pereira da Silva.

Este senhor foi vítima de pessoas preconceituosas que não sabem respeitar a si mesmos , ao desrespeitar um outro semelhante.

`` Amai ao próximo como a si mesmo´´, exemplifica o que quis dizer.

Arrastado pelos ocupantes de um carro por aproximadamente 50 metros deu entrada no PS do HCA por volta das 22.30h, atendido de imediato, fez os sequintes exames: Tomografia de cranio, RX de tórax e exames laboratoriais. Internado para observação, depois de medicado e orientado, teve alta hospitalar no sábado por volta das 13 hs.

Soube depois da sua morte que um radialista esbravejava no seu programa sensacionalista as mais absurdas conclusões a respeito do atendimento prestado pelos médicos do hospital Clériston.

Citava, inclusive, que exames não foram realizados.Mentira! Foram, e um deles foi solicitado por excesso de zelo, como foi o caso da tomografia de cranio.

Deveria, neste caso, ser solicitado um exame mais simples , de menor custo e tão importante como a TC de cranio, no caso, um RX do cranio. Haja visto que o paciente estava lúcido e sem sinais de TCE que necessitasse uma TC, tinha uma classificação de Glasgow 15.

É natural , apesar de ser imoral e irresponsável, conclusões precipitadas e sem conteúdo racional e moral.

Natural por que entendemos que assim procedem os seguidores populistas dos Ratinhos da vida que, por audiência, são capazes de vender a própria alma materna.

Fiquei imaginando o que poderia ter acontecido. Uma rutura de baço em dois tempos? Um hematoma intracraniano em dois tempos? Afinal, o que aconteceu?

Mas o que me causou estranheza foi uma nota no jornal online ATARDE onde a manchete diz: Negligência leva travesti à morte e que eu fora procurado e não encontrado.

Estava em Salvador a trabalho e em momento algum meu telefone celular estava desligado e neste período não recebi nenhuma mensagem.

Imaginei o que uma matéria com esse conteúdo, vindo do mais importante jornal baiano, poderia repercutir.

A minha preocupação tinha sentido ante os comentarios que transcrevo abaixo:
1. 19/04/2008 (16:22)

os medico do brasil estao matando os pacientes ele , sao verdadeiro açoqueiro sao as faculdade de esquina da bahia que forma estes medicos.

Edmundo 2. 19/04/2008 (16:11)

Além da possível negligência médica, diante dos fatos apresentados, vê-se mais uma vez a discriminação ainda tão forte; pois em caso similar, quando uma criança foi arrastada a repercussão foi intensa. Em vez de observar questões sexuais, deveria-se, sim observar a condição de "ser humano" e não detalhes arraigados na pequenez do comportamento hipócrita dessa sociedade.

Pitta
3. 19/04/2008 (15:30)

É bom ficar atento ao laudo médico, o corporativismo entre a classe médica é muito grande. E nós, povo


Pude verificar que a matéria que eu li ontem à noite foi modificada depois ,conforme informa o próprio portal:

19/04/2008 (11:14) atualizada em 19/04/2008 (13:34)

Talvez a própria repórter por sua livre consciência ou advertida por um superior mais experiente, a afirmação indevida, NEGLIGÊNCIA, fora acertadamente retirada.

Mas, na edição impressa do jornal deste domingo, o mesmo erro foi repetido na página 15:
Travesti morre vítima de agressão e negligência

Infelizmente, o estrago foi feito como podemos ver nos comentários postados no mesmo portal.

Chegando à Feira , no sábado, procurei o médico plantonista do DPT e o mesmo me informou que o Sr. Herbert Pereira, teve um quadro de sepse , fratura de três arcos costais e que a provável causa mortis tenha sido a sepse.

A sepse é uma infecção que pode ser por gran negativo ou gran positivo e que pode levar à morte em questão de poucas horas .Mesmo em indivíduos sadios e em uso de antibióticos.

Seria o sr. Herbert Pereira um imunodeprimido? Se era um imunodeprimido qual seria a causa dessa imunosupressão que devido às lesões abrasivas e contusão pulmonar bilateral contribuíram com a instalação desse quadro séptico agudo?

Estava aí a resposta das perguntas que não foram feitas pelos precipitados jornalistas e radialistas que julgam sem ser juizes e na realidade são o que não são.

Enquanto isso, os monstros assassinos do Sr. Herbert Pereira, escondem-se na própria sombra do anonimato covarde e torpe de uma sociedade cada vez mais egoista que descrimina as minorias e aos que não fazem parte dos seus padrões de beleza , de poder e opções.

Finalizo citando o eminente Jornalista e intelectual Joaquim Falcão:

``Ser o que não se é, é errado.Imprensa não é justiça.Essa relação é um remendo.Um desvio institucional.Jornal não é fórum .Repórter não é juiz Nem editor é desembargador . E quando, por acaso,acreditam ser, transformam a dignidade da informação na arrogância da autoridade que não têm. Não raramente, hoje , alguns jornais , ao divulgarem a denúncia alheia , acusam sem apurar.Processam sem ouvir.Colocam o réu, sem defesa, na prisão da opinião pública .Em fim, condenam sem julgar.´´

VIA VERITAS ET VITA, Srs. Jornalistas e radialistas.
Eduardo Leite
eduardoleite@gastroajuda.com.br
SER O QUE NÃO SE É , É ERRADO. SER O QUE NÃO SE É , É ERRADO. Reviewed by Eduardo Leite on 1:17 PM Rating: 5

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns! o senhor como sempre detém o poder de usar as palavras, as coloca nos pontos certos com uma naturalidade inigualavel além do mais com sutileza e sabedoria faz com que quem escreve coisas sem nexo de repente se dêem conta disso. É uma pena que muitas vezes já é tarde para reparar os dados causados aos nomes dos próprios autores.

Tecnologia do Blogger.