VIA VERITAS ET VITTA



O caos na saúde pública é uma realidade lamentável que cada vez mais fica difícil de ser solucionado.

Sempre debatemos estes assuntos em jornais, rádios e no nosso blog www.eduardoleite.blogspot.com e www.hospitaldompedro.blogspot.com e acreditamos ser a formação do médico o grande fator que contribui para este caos aliado à equivocada política de saúde onde a medicina preventiva é tratada com poucos recursos mas, a medicina dita curativa é mais valorizada e, mesmo assim de forma equivocada na maioria dos governos quer federal,estadual ou municipal.
É costume inaugurar postos de saúde e hospitais em vésperas de eleições, mas, não se investe na formação destes médicos que irão atender nestes postos e hospitais.

Em Feira, recentemente, foi inaugurado o Hospital da Criança que não atende emergência e cuja capacidade operacional é limitada mesmo para procedimentos eletivos.

Da mesma maneira como foi inaugurada uma caríssima UTI no Hospital Clériston Andrade, mas quando chove tem mais goteira do que promessa em palanques.

Tem uma unidade hospitalar de maternidade, mas não tem UTI para as mães de alto risco. O hospital Dom Pedro de Alcântara, todos sabem, sempre foi explorado e servido por políticos ávidos por votos e cegos às necessidades sociais.
Porque o Hospital Dom Pedro de Alcântara ao longo dos últimos trinta anos não investiu em Banco de Sangue, lucrativo empreendimento mesmo pelo SUS , assim como Hemodiálise, Cintilografia do Miocárdio, Oncologia, Cirurgia Cardíaca?

Poderia, também, os senhores Provedores da Santa Casa, terem investido em outros meios modernos de diagnóstico como Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética, Ultra Som e Ecocardiograma.

Destes Provedores um só pensou assim, mas esperava contar com a ajuda do governo estadual, só que não contou, ficou mais de um ano sem pagar aos funcionários. Seu grande equívoco que levou a uma intervenção estadual.

A intervenção Estadual teria tido resultado positivo se a Santa Casa não fosse entregue a políticos mas, infelizmente, foi.
Agora, o esquecido Dom Pedro (HDPA) é querido e disputado por grupos empresariais médicos ligados à Oncologia, Banco de Sangue e Cirurgia Cardíaca.

Mesmo contando com a ajuda do Governo estadual na pessoa do Ilustre Secretário da Saúde Dr. Jorge Solla, inexplicavelmente, segundo dizem, a Mesa Diretora da Santa Casa, recusa uma ajuda de mais de 300.000,00 reais/mês, referentes a pagamento de mais de 21 médicos e medicamentos.

Ajuda Estadual que poderia ser aumentada segundo afirma o Secretário Estadual da Saúde, Dr. Jorge Solla.
Só há uma resposta: o Estado, através da Universidade Estadual, seria, com certeza, um entrave aos interesses de grupos médicos supracitados e a políticos insensíveis à causa social.

É importante lembrar que o único Provedor da Santa Casa, conseguiu junto ao Governo Federal mais de seis milhões de reais para dotar o HDPA de equipamentos de ponta além de implantar uma moderníssima UTI e reformar as enfermaria e tentar construir um moderno Centro Cirúrgico.

Acontece que esta verba é Federal e deve ser disponibilizada para o povo carente que só pode contar com o SUS e isso será cobrado, estaremos amanhã, 6/08/2007, solicitando aos ilustres Promotores da esfera Estadual e Federal, providências para que este absurdo impasse não venha a vitimar mais pessoas inocentes e vítimas de insensibilidade por parte de políticos e empresários médicos que só pensam em aumentar suas fortunas sem pensar num equacionamento racional e justo da medicina.

Enquanto os homens e mulheres insensíveis impedem a união do HDPA ao Hospital Clériston Andrade, muitas pessoas são mal atendidas e até ficam sem serem atendidas podendo até morrer à porta dos hospitais, como recentemente morreu uma senhora de mais de 89 anos, indevidamente transferida de um hospital de Itaberaba, para o Hospital Clériston Andrade.

Eduardo Leite
eduardoleite@gastroajuda.com.br
VIA VERITAS ET VITTA VIA VERITAS ET VITTA Reviewed by Eduardo Leite on 8/05/2007 07:19:00 AM Rating: 5

2 comentários:

Simplesmente Outono disse...

Saudade do meu doce amigo.
Não pensei que sinceramente fosse capaz de sumir desta forma assustadora da minha estação, sabia? rsrsrsrsrs
Permita-me deixar um abraço carinhoso onde nele deixo-te algumas folhas secas para que assim não se esqueça deste Outono que vos escreve.

Anônimo disse...

Dr. Eduardo Leite,

PARABÉNS pela sua coragem em divulgar aquilo que muitos homens de bem tem vontade de falar mas se calam por mêdo.

Tecnologia do Blogger.