DESQUALIFICAR A OPERAÇÃO LAVAJATO É APOIAR À CORRUPÇÃO.









Num misto de surpreso a indignado assim fiquei ao saber que algumas poucas figuras ´´ilustres `` do Judiciário postaram comentários contrários à bem vinda operação Lavajato e, em especial, ao Juiz Sergio Moro.Não menos absurdo e preocupante o novo Ministro da Justiça, amigão do Lula, após tomar posse, avisa para que veio: dificultar a atuação do MPF e do Juiz Sérgio Moro


Que os políticos e sindicalistas  que apoiam ao governo DilmaPT e ao chefe de todos eles , Luis Inácio Lula da Silva, até que seja  compreensível que os defendam e critiquem a referida operação encabeça pelo  Juiz Sergio Moro afinal, fazem parte do grupo ou quadrilha organizada como dizem muitos dos milhões de brasileiros que foram às ruas contra eles.


Mas, críticas ferozes, proferidas nos meios de comunicação por membros togados da Suprema Corte Federal do Brasil , se estranho não for suspeito é por demais pertinente, afinal é a corrupção generalizada no meio político e em deplorável sociedade entre gestores públicos corrompidos por empresários corruptores ou extorquidos por esses gestores, o maior câncer dessa nação.


É essa corrupção que aumenta a cada dia as vítimas da Mistanásia nos Hospitais públicos superlotados ou nos ambulatórios desestruturados nos grandes centros ou nos esquecidos interiores de todos os Estados da união.


É essa corrupção a responsável pela educação básica, secundária e universitárias  decadentes e de difícil recuperação. Assim dessa mesma maneira somos vitimas de uma violência urbana três vezes maior dos que a dos EUA.


Sem entrar no mérito das nuanças jurídicas a que se baseiam esses suspeitos magistrados que, criticam ao Juiz Sergio Moro, pergunta-se a quem interessa desestabilizar a operação Lavajato que está expondo os verdadeiros abutres saprófitas do Brasil?


Eduardo Leite
DESQUALIFICAR A OPERAÇÃO LAVAJATO É APOIAR À CORRUPÇÃO. DESQUALIFICAR A OPERAÇÃO LAVAJATO É APOIAR À CORRUPÇÃO. Reviewed by Eduardo Leite on 1:04 PM Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.