COPA SIM, ESTELIONATO NÃO !

O Brasil alcançou elevados índices de desenvolvimento nesses últimos 18 anos e chegou a um ponto crítico que devido à falta de infra-estrutura não poderá crescer a índices desejáveis para competir com outras nações.

Faltou, portanto, investimentos na educação, saúde, segurança, portos, aeroportos e ferrovias, estradas, na formação de mão de obra qualificada e combate à corrupção, principalmente. Se o atual governo tivesse investido nesses segmentos o que estima gastar para sediar a copa , teríamos muito mais facilidade de realizá-la a um custo bem menor.

Para uma copa que só dura 30 dias o governo Lula edita uma Medida Provisória que permitirá aos 12 estados que sediarão a mesma , destinarem verbas públicas sem limites e sem licitação.
A grosso modo, o governo Lula, oficializa o superfaturamento das obras públicas. Uma verdadeira oficialização do artigo 171 do código penal.

O próprio presidente Lula, é um crítico feroz do MPE-Ministério Público Federal-, e da própria CGU-Controladoria Geral da União-, responsabilizado a esses importantes órgãos que fiscalizam o patrimônio público, pelos eventuais atrasos na construção das bilionárias obras para sediar o campeonato mundial de futebol.

Não discutimos a importância para o Brasil em sediar esse grande espetáculo. Divergimos sobre maneira como os gastos públicos serão disponibilizados para tal evento que na realidade é visto por mais de cinco bilhões de habitantes que assistirão pelas Tvs dos seus países e que poucos milhares de habitantes,de fato, irão a estes faraônicos estádios que serão sub-utilizados posteriormente.

Quem realmente lucra com esse campeonato são os jogadores, times de futebol, indústria esportiva, meios de comunicação, e os controladores desse evento esportivo. Em especial a FIFA.

Temos que levar em consideração que a maioria das pessoas que assistem os grandes jogos, no mundo moderno, são telespectadores e não pela minoria privilegiada que paga mais de 300 dólares, em média, por um ingresso, num estádio que custou centenas de milhões de reais. Na Bahia, estima-se, que a Fonte Nova custará ao estado mais de um bilhão e novecentos milhões de reais.

Para se ter uma idéia do que está por vir em relação à seriedade com os gastos públicos, aqui na Bahia, o Governador Jaques Wagner ,seguindo a mesma linha distorcida do presidente Lula,através do seu chefe de gabinete, ameaçou o MPE-Ministério Público Estadual e ao TCE-Tribunal de Contas do Estado, por questionar a seriedade de como está sendo assinado o contrato, sem licitação, entre a Bahia e o consórcio OAS - Odebrecth, conforme denunciou o jornal Atarde.

Que a União disponibilize condições para que o Brasil mostre a mesma capacidade que a África do Sul teve para realizar a copa de 2010 apelidada de Bafana Bafana .

Mas, que tenha como meta que: muito mais importante do que realizar um evento esportivo internacional é disponibilizar os recursos públicos de maneira racional e ética. Que essa copa não venha a ser denominada, de fato, a copa ´´Afana Afana`` com o erário público.

Eduardo Leite
gastroajuda@hotmail.com
COPA SIM, ESTELIONATO NÃO ! COPA SIM, ESTELIONATO NÃO ! Reviewed by Eduardo Leite on 1:32 PM Rating: 5

2 comentários:

Sandra disse...

Boa noite Dr. Eduardo Leite!
Enfim li um artigo onde visualiza-se de forma sensata a questão da realização da Copa do Mundo no nosso páis em 2014. O que devemos nos preocupar é, não só com os gastos do dinheiro publico ou a maneira ilicita de como este deverá ser usado durante as "construções", "reformas" de estadios dentre outras exigencias da FIFA para a realização deste evento, mas principalmente, após esta Copa do Mundo, quais serventias terão tais investimentos?? será que se tornarão Centros para Treinamentos Esportivos para nossa juventude ou se transformará em mais um "elefante branco", como no caso da Vila Olimpica no Rio de Janeiro?? Nossa sociedade deveria estar mais alerta para estes fatos, pois também gosto muito de futebol, sou patriota, mas acredito que tenhamos no nosso país tantas outras "grandes obras" a serem realizadas e com mais urgencia para nossa população.
Parabenizo-o pela qualidade do blog.
Abraços,
Sandra Sacramento
Divisão Hospitalar
(71) 8784-4639

Sandra disse...

Boa noite Dr. Eduardo Leite!
Enfim li um artigo onde visualiza-se de forma sensata a questão da realização da Copa do Mundo no nosso páis em 2014. O que devemos nos preocupar é, não só com os gastos do dinheiro publico ou a maneira ilicita de como este deverá ser usado durante as "construções", "reformas" de estadios dentre outras exigencias da FIFA para a realização deste evento, mas principalmente, após esta Copa do Mundo, quais serventias terão tais investimentos?? será que se tornarão Centros para Treinamentos Esportivos para nossa juventude ou se transformará em mais um "elefante branco", como no caso da Vila Olimpica no Rio de Janeiro?? Nossa sociedade deveria estar mais alerta para estes fatos, pois também gosto muito de futebol, sou patriota, mas acredito que tenhamos no nosso país tantas outras "grandes obras" a serem realizadas e com mais urgencia para nossa população.
Parabenizo-o pela qualidade do blog.
Abraços,
Sandra Sacramento
Divisão Hospitalar
(71) 8784-4639

Tecnologia do Blogger.