CRIANÇA COM MORTE PROGRAMADA .

O Hospital Estadual da Criança previsto a ser inaugurado antes das eleições de 2010, por motivos óbvios, dificilmente será realmente inaugurado como previsto, se for. A imponente maquete, soube a pouco, pelo twitter.com/glaucowanderley, está exposta no Shopping Boulevard.

Conforme informa a própria SESAB-Secretaria da Saúde da Bahia, quando do festivo lançamento da pedra fundamental do HEC:

``Vinte e oito milhões de reais é o valor do investimento da obra do Hospital Estadual da Criança que será construído no município de Feira de Santana. A unidade será pediátrica com estrutura para procedimentos de alta complexidade, totalizando 260 leitos. O anúncio foi feito ontem (17-07-2008), pelo governador Jaques Wagner, o secretário da Saúde Jorge Solla e o ministro da Saúde José Gomes Temporão, em solenidade de assinatura da autorização da licitação das obras. A obra é resultado de um convênio assinado entre a União, através do Ministério da Saúde, e o Governo do Estado, totalizando um investimento de R$ 28 milhões.´´

Passados alguns meses, já se fala em mais de 35 milhões de reais o custo final do investimento. Com certeza, passará de 50 milhões. Não menos.

Esse projeto já nasce com graves problemas de planejamento. Primeiro deles: deveria ser uma Unidade Materno Infantil (U.M.I) de alta e média complexidade, não só para crianças como para as gestantes de alto risco que deixariam de ser atendidas no já super lotado Hospital Clériston Andrade que, com a inauguração dessa unidade, deixaria de atender às gestantes de alto risco e às crianças neo-natas e as crianças que necessitassem de UTI, passariam a ser atendidas na U.M.I.

Ficaria, portanto o HCA, com espaço para atender adultos e ter a UTI geral anexada ao espaço da UTI-PED. Ficaria também o espaço da UTI-NEO e da enfermaria de neonatologia disponibilizado para mais leitos de adulto.

Mas, o pior erro de planejamento é não preparar a equipe que irá tomar conta desse mega-projeto pediátrico, onde, até transplante de órgãos é previsto. Feira de Santana, como Salvador, tem poucos médicos pediatras disponíveis para trabalharem em pediatria e neonatologia de alta complexidade.

Não haverá médicos suficientes e principalmente cirurgiões neo-natologistas e pediatras. Quando soube desse projeto, alertei de imediato aos meus superiores da necessidade de preparar esses profissionais e o primeiro passo seria, naquela época, incentivar à Residência de Pediatria, do HCA como das outras unidades da capital ligadas à SESAB. Perdemos já três anos de preparo desses profissionais. Mesmo assim esforços já deveriam ser feitos para contratar estes especialistas oriundos de centros de especialização em outros Estados.

Nada foi feito nesse sentido, tenho certeza, e, assim, como a falácia do Hospital da Criança da Prefeitura de Feira, inaugurado `` coincidentemente ´´ em véspera da última eleição para governador , mas que na realidade é um elefante branco que não atende emergência, não tem UTI e foi construído para 60 leitos e com muito custo disponibiliza só 30 leitos.

Essa é a prática equivocada do PFL-DEM, que infelizmente o governo do PT tem copiado. Inaugurar inaugura, botar para funcionar com competência é outra história.

Eduardo Leite
gastroajuda@hotmail.com
www.twitter.com/gastroajuda
CRIANÇA COM MORTE PROGRAMADA . CRIANÇA COM MORTE  PROGRAMADA . Reviewed by Eduardo Leite on 6:05 PM Rating: 5

Um comentário:

Anônimo disse...

Diante desses fatos eu não sei mais o que é DEM e o que é PT. Agora nós sabemos que são TODOS iguais. A incompetencia na saúde, pelo menos é identica.

ILDES PEDREIRA

Tecnologia do Blogger.