QUEM LUCRA ? QUEM PERDE ?

Muito se fala sobre a importância do carnaval em Salvador, como fator de renda para o povo(?) .

Baseado nestas discutíveis opiniões, o governo, diz ter investido exatos 44 milhões de reais só nos dias da contagiante folia para os 48% dos que dizem a favor da festa.

O prefeito João Henrique, disse que para bancar a festança teve que tirar dinheiro da saúde e merenda escolar para jogar mais 10 milhões de reais na festança.

Uma empresa capitaneada pelo renomado publicitário Nizan Guanaes, disse ter comercializado mais de 8 milhões de reais em patrocínio .

A empresa Caco de Telha(Jung, teria muito a dizer sobre a escolha desse nome), da cantante do hit Dalila, mais tocado no carnaval, Ivete Sangalo, dizem, faturou 8 milhões e meio.Só no carnaval.

Considerando-se o faturamento dos blocos, camarotes, hotéis e outros segmentos, podemos falar em mais de 100 milhões de reais que circulam nessa fantástica festa de 5 dias.

Os números são gigantescos, como gigantescas, graves e preocupantes são as conseqüências destas festas.

A grande aglomeração, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, drogas, promiscuidade sexual, alimentação inadequada, época de chuvas, noites perdidas numa cidade com precário saneamento básico, e vivendo uma epidemia crônica de Dengue, resulta em prejuízos quase incalculáveis .

Prejuízo em dias de trabalho perdidos por gripes, dengue e outras doenças que podem levam à morte , como meningite, leptospirose, AIDS, por exemplo.

Somado a esses dados, não podemos deixar de considerar o grande índice de pessoas que passam a ser dependentes de substituição renal (hemodíalise) e, nesse caso, muitos são em conseqüência do uso indevido de medicamentos como paracetamol e diclofenaco, como já abordamos no texto anterior

O que o ministro da saúde, José Carlos Temporão, deixou de acrescentar à respeito do absurdo surto de dengue em Itabuna, é que além das imorais querelas políticas entre o município e o estado, foi que lá também teve carnaval e, após esta festa, o surto agravou-se absurdamente, da mesma maneira que em Salvador e, o mesmo vai acontecer em nossa querida Feira de Santana, pós a micareta que será indevidamente realizada no próximo mês.

Concluindo: o significativo lucro dessas festas vai beneficiar a poucos e prejudicar a milhares de iludidos foliões. Se a micareta desse ano fosse suspensa, com certeza terímos um grande lucro e avanço social.

Sem dúvidas, a nível de prejuízo para a sociedade, o carnaval e micareta , resulta em mais do triplo, do alegado lucro que na realidade é embolsado por uma minoria .







Pacientes com sintomas de virose durante a micareta de 2008 em Feira de Santana, sendo atendidos nos corredores e jardins do HCA.Com certeza, esta realidade irresponsável será agravada em 2009, caso se realize o carnaval de abril(micareta).


Eduardo Leite

QUEM LUCRA ? QUEM PERDE ? QUEM LUCRA  ? QUEM PERDE ? Reviewed by Eduardo Leite on 3/19/2009 12:06:00 PM Rating: 5

5 comentários:

Berenildes Duarte disse...

Seria uma grande oportunidade para o prefeito e médico Tarcizio Pimenta mostrar que é independente, responsável e comprometido com os princípios da medicina.Parabéns , mais uma vez ao Dr. Eduardo Leite por mostrar sempre, através dos seus artigos, compromisso social e responsabilidade profissional.

Valdemir Ribeiro disse...

Diante de tanto comércio na medicina, temos satisfação em ver que ainda há médico preocupado em evitar doenças .

Anônimo disse...

Doutor Eduardo Leite,não se iluda não.Vai ter micareta com dengue, menigite e outras doenças como o senhor exemplificou nesse texto.A ganância dos homens fala mais alto do que a razão.

Simone disse...

Muito oportunas as suas colocações que servem de alerta para todos. Apesar de não morar em Feira de Santana, sei das precárias condições sanitárias e péssima assistência médica pública e privada, esta próspera cidade.Trabalho na SESAB e sei como andam os hospitais e ambulatórios após o carnaval. Como há subnotificação de meningite, dengue e leptospirose,pois muitos casos de óbitos são dados como sepse sem esclarecer a causa,todos da SESAB sabem que aumentou e muito os casos de dengue e meningite, principalmente depois do carnaval. O Hospital Couto Maia, está superlotado e um problema grave é que muitos médicos que trabalham nas emergências não sabem fazer punção de líquor do canal raquimedular o que acarreta em subnotificação e em muitos casos em mortes que poderiam ser evitadas, em especial nos casos de meningite. Sua posição como médico enaltece não só ao senhor como a todos da classe de profissionais da equipe de saúde.

Simone disse...

Colaborando com seu importante alerta:Saúde
Já falta vacina contra meningite
Publicada: 19/03/2009 | Atualizada: 19/03/2009

Interatividade
Quer sugerir uma matéria?
Fale com a gente.

Seu nome

Seu email (ele não será divulgado)

Sua sugestão

Manuela Matos/ Colaboração Roberta Cerqueira

Com o grande número de casos de meningite do tipo C ou menigocócica, forma mais grave da doença, registrado em Salvador, a procura pela vacina também aumentou. Em algumas clínicas particulares o medicamento, que custa em média R$ 90, não pode ser mais encontrado.

A maior procura da vacina é nas clinicas pediátricas, que têm realizado aproximadamente 70 atendimentos por turno. Na rede pública de saúde o medicamento é oferecido gratuitamente para as pessoas portadores de anemia falciforme, HIV e imunodeficientes congênitos.

Em Salvador foram registrados 22 casos de meningite e seis mortes, ampliação de 50% , se comparado ao mesmo período do ano passado.

Tecnologia do Blogger.