ALGUMAS CONSIDERAÇÕES DE FINAL DE ANO


É o Hospital Clériston Andrade, atualmente, o mais estratégico hospital da rede pública estadual da Bahia.
.
Mesmo contando com cidades de médio porte, como Serrinha, Irecê, Xique-Xique, Ipirá, Itaberaba, Cruz das Almas, Jacobina, Seabra, Conceição do Coité e outras, a rede pública municipal destas cidades é bastante deficitária, principalmente nos finais de semana.

Atribuir ao HCA às deficiências no atendimento de urgência tem sido a maior preocupação do governo municipal feirense.

É sempre esclarecedor, lembrar a todos que a saúde pública no nosso país é bancada pelo Governo Federal e, este, junto ao Governo Estadual, determina quem será o co-gestor destas verbas.

No caso da maior cidade do interior da Bahia, é Feira de Santana a responsável pela assistência médica básica, de média e alta complexidade para os feirenses e também para as 126 cidades pactuadas, neste caso, Feira, via SMS é a responsável pela assistência médica de média e alta complexidade para estas cidades.

Para isso a SMS recebe as verbas federais e contrata 33 prestadores de serviços, entre estes, estão o HDPA, o HCA, os prestadores de serviços privados e os tão divulgados e precários 101 postos da prefeitura e as desestruturadas quatro poli-clínicas, estas, tão vistosamente expostas em propaganda enganosa via rede televisiva.

Conta também com vários postos de PSF (Programa de Saúde Familiar) e o SAMU, ambos, bancados com verbas federais e repasse estadual.

Com a mudança de governo, depois de vinte anos de propagados desgovernos, mantidos às custas de vultosas verbas publicitárias, onde a corrupção reinou nas diversas secretarias e autarquias como a EBAL, SAC e outras, por exemplo.

Mas na SESAB (Secretaria da Saúde), o desmando foi muito grande pois, esta importante secretaria foi usada como moeda política e fonte de enriquecimento ilícito para alguns dirigentes.

É só investigar as fortunas emergentes de parte significativa de alguns ex-diretores de DIRES e hospitais do estado, secretários da saúde e ex-governadores.

De parceiro no passado no jogo político, o HCA, passou a ser alvo de campanhas difamatórias e inimigo público municipal.

Falar que estes governantes do passado foram incompetentes é um fato comprovado da mesma maneira que é fácil comprovar, que eles foram extremamente competentes em degradar uma importante Secretaria como é a SESAB.

Mesmo com todos os problemas e pendências do HCA resolvidos, continuaremos a ter sérias dificuldades no atendimento, caso a prefeitura de Feira e as demais 126 pactuadas continuem com atendimento precário na rede básica, na rede de média complexidade e nos PSF.

No caso de Feira, a prefeitura deve ser alertada de que quatro policlínicas desestruturadas é muito pouco.

Necessitamos de 10 policlínicas com quatro médicos, preparados, nas áreas de clínica médica e pediatria. Estas policlínicas seriam distribuídas em pontos de convergência para uma população estimada de 60.000 mil habitantes.

Os 101 postos seriam reduzidos para 50, contanto, que contassem, com médicos treinados e que permanecessem trabalhando no horário acordado. Para isso, uma política salarial condizente seria adotada para todos os servidores da saúde.


Ter a consciência de que o HDPA deve ser priorizado em ajuda para atender a demanda da emergência da região é antes de mais nada, uma obrigação moral, superior ao agrado a grupos de empresários da doença que deste hospital só estão interessados no ganho fácil.

Na realidade, o que há, é uma política de saúde equivocada onde o que realmente importa é o que não resolve a contendo e aparece na mídia, como é o caso da medicina dita curativa, ao passo que, a medicina preventiva que resolve e, não aparece aos olhos dos que não estão preocupados com o bem público, como os investimentos em saneamento básico e prevenção das doenças.

Um exemplo bem claro destes absurdos do poder público : calçamento de ruas sem esgoto e viadutos que caracterizam o ego dos donos dos umbigos maiores do que o verdadeiro servir à comunidade que os elegeu como representantes.


Eduardo Leite
gastroajuda@hotmail.com
www.twitter.com/gastroajuda
ALGUMAS CONSIDERAÇÕES DE FINAL DE ANO ALGUMAS CONSIDERAÇÕES DE FINAL DE ANO Reviewed by Eduardo Leite on 12/30/2007 09:22:00 AM Rating: 5

Um comentário:

Simplesmente Outono disse...

Sinto saudade das tuas letras em minha estação.
Folhas secas pelo teu chão já no primeiro dia de 2008.

Tecnologia do Blogger.